Servidores em greve percorrem os bairros mostrando o caos na saúde de Campina Grande

Os servidores da saúde de Campina Grande, em greve desde o dia 02 de maio, deram continuidade à programação do movimento na manhã desta terça-feira, 22. Os trabalhadores saíram em caminhada para panfletar por diversas ruas dos bairros Acácio Figueiredo, Catingueira, Major Veneziano e Bairro das Cidades.

A programação segue nesta quarta-feira, 23, com panfletagem e ato de apoio aos servidores da saúde e da educação do município de Esperança, que também enfrentam diversos problemas por descaso da gestão. A concentração será às 9h, na frente da Câmara Municipal da cidade. Na quinta, 24, a ação acontece no distrito de São José da Mata, também a partir das 9h. Até o momento pelo menos 25 mil panfletos foram distribuídos, para esclarecer as principais reivindicações da categoria.

Durante a caminhada de hoje, o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e da Borborema (Sintab), Giovanni Freire, lembrou a situação precária da maioria das Unidades de Saúde de Campina, onde faltam profissionais, medicamentos, materiais básicos para consultas e realização de exames e material de expediente. Além disso, muitas enfrentam condições precárias de infraestrutura, com paredes cheias de mofo e infiltração, colocando em risco trabalhadores e usuários. “Nós colocamos alguns destes pontos no panfleto porque todos os motivos não caberiam nem num cartaz, já que a pauta é muito extensa e antiga”, reforçou.

O coordenador de Delegados de Base do sindicato, Joselito Barbosa, também comentou a o caos na saúde pública do município. “É uma situação gravíssima. Há exames que demoram mais de um ano para serem marcados e isso só demonstra o descaso da Prefeitura com os trabalhadores e com a população. Por isso os trabalhadores estão percorrendo as ruas da cidade, para levar ao conhecimento de todos esta situação absurda”, disse.

Relembre a pauta completa:

Reajuste salarial de todas as categorias, respeitando-se a data base;

Pagamento do benefício referente ao Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ) e da Gratificação por Incentivo ao Trabalho (GIT);

Efetivação dos Planos de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) tanto para Agentes de Combates às Endemias (ACE) e Agentes Comunitários de Saúde (ACS), como para os demais profissionais da saúde;

Melhorias das condições de trabalho, que estão precárias em todos os setores da saúde.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *