MP recomendará suspensão de resolução que autoriza a irrigação em Boqueirão

Foto: Ascom “A situação é grave. Por isso deveremos fazer a reunião com todos os atores envolvidos e apresentar a recomendação. Ninguém desses órgãos está se entendendo”, avalia o procurador-geral Bertrand Asfora, acrescentando que a recomendação para a revogação da resolução vai ser apresentada e, caso não seja cumprida, medidas judiciais cabíveis serão tomadas. “Não se pode autorizar, como já está autorizada, a retirada de água da bacia. Temos que abrir os olhos”, diz o procurador Álvaro Gadelha, que é complentado pelo procurador Herbert Targino: “Temos que ter horizonte para hoje e para o futuro. Não temos estudos acerca da capacidade hídrica na região de Boqueirão dos últimos dez anos”. Já o procurador Francisco Sagres ressalta: “Temos que garantir a nossa segurança hídrica para evitarmos um colapso maior amanhã, já que se não fosse a Transposição, o colapso já era total. Neste momento, até os peixes de Boqueirão teriam morrido”.

]]>