Candidato à presidência da Câmara, deputado distribui anéis banhados a ouro e prata

Candidato à presidência da Câmara e presidente da bancada da bala, o deputado Capitão Augusto (PL-SP) está distribuindo dois modelos de anéis aos colegas, um banhado a ouro e outro de prata. O parlamentar diz que teve a ideia de entregar os presentes quando foi “muito elogiado” ao desfilar pelo plenário com adereço dourado, que carrega a inscrição “Poder Legislativo” e o desenho arquitetônico do Congresso Nacional.

A ação de Capitão Augusto foi publicada pela revista “Veja”. Ao GLOBO, o próprio deputado deu mais detalhes sobre o mimo. Empenhado desde janeiro na disputa pela sucessão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ele afirma que não há intenção eleitoral.

No mandato passado eu tinha feita um anel para mim, personalizado, da Câmara dos Deputados. Ficou muito bonito mesmo. Um amigo meu faz esse tipo de anel. E aí, lá na Câmara, vários parlamentares viram e quiseram. Mas eu não ia cobrar deles. Então dei de presente para os meus amigos esses anéis — diz Capitão Augusto.

O parlamentar diz que distribuiu o modelo banhado a ouro a “uns dez deputados” , após pagar do próprio bolso, mas não viu até agora ninguém usando o presente. Já a versão de prata será distribuída a quem aderir à Frente Parlamentar dos CACS (Colecionadores, Atiradores e Caçadores). Ele calcula que serão mais de 80.

— Eu pensei: vou fazer um anel (para os apoiadores dos CACS). Mas será só de prata, não é banhado a ouro. Mandei um e-mail para os deputados para que informassem a numeração dos anéis para poder presentear. Tem que ter numeração, não tem jeito. Anel apertado não serve.

Capitão Augusto costuma dar outros presentes aos colegas. Já distribuiu canetas em formato de arma e prendedores de gravata em formato de fuzil.

— Vincularam (os anéis) à minha candidatura à presidência da Câmara. Me falaram assim: “Poxa, você está distribuindo anel”. Eu respondi: “Gente, se fosse tão fácil assim de ter voto com um simples anel de prata qualquer um seria presidente da Câmara”. Isso daí é só cortesia. É pela consideração pessoal com os deputados.

Perguntado sobre o custo do objeto, ele despistou:

— Não falar nem a questão do custo porque é presente. Mas não é caro. É barato. É muito bonito, vou mandar uma foto para você porque é muito bonito mesmo.

Um dos agraciados com a “cortesia” do anel banhado a ouro foi Hugo Leal (PSD-RJ), que integra a Frenta Parlamentar de Segurança.

— Essa oferta do anel já circulou na Câmara no ano passado, não me lembro se foi o Capitão Augusto que ofereceu. Mas declinei na outra ocasião e declinei de novo agora.

O deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) opinou sobre a cortesia de Capitão Augusto.

— Um mau gosto estético e ético.

 

Redação com Extra Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *