Gérvasio rebate Galdino e diz que saldo da ALPB foi oriundo de gestões anteriores

O deputado federal Gervásio Maia (PSB) rebateu nesta segunda-feira (7) o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino sobre alegações de que sua gestão teria gastado mais do que o previsto no orçamento da casa.

 Em forma de nota de esclarecimento, o parlamentar ainda reforçou que os recursos que sobraram enquanto ele estava a frente da Casa Epitácio Pessoa foram fruto dos esforços dos gestores anteriores, Artur Cunha Lima e Ricardo Marcelo.

Gervásio considerou as críticas ‘pequenas’ para os problemas que o estado possui, alegando que “a Paraíba não merecia esse tipo de debate”.

Confira a nota na íntegra:                          

Mais uma vez fui chamado a restabelecer a verdade ao povo paraibano. Começo falando sobre o extrato bancário divulgado na imprensa na última sexta-feira. De fato, encontramos um saldo aplicado no Banco do Brasil, recurso oriundo das gestões dos ex-presidentes Arthur Cunha Lima e Ricardo Marcelo, e que só poderia ser utilizado, exclusivamente, para obras e investimentos, pois era carimbado no orçamento para tal. Portanto, não poderia ter sido utilizado para pagamentos dos inúmeros débitos que encontrei ao assumir.

Destaco, ainda, que no início da nossa gestão renegociamos vários contratos com as empresas terceirizadas que prestavam serviços à Casa, resultando em uma grande economia, citando apenas um deles, suficiente para garantir todos os investimentos com a estruturação e modernização da casa realizados na nossa gestão.

Com relação ao processo de contratação executado pela outra gestão para reforma do prédio do antigo Paraiban, na avenida Epitácio Pessoa (à época orçado em mais de R$ 30 milhões de reais), houve suspensão de sua tramitação através de medida cautelar do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba. Depois disso a gestão anterior resolveu devolver o referido prédio ao Governo do Estado.

Diante da devolução do prédio e de problemas estruturais seríssimos, como esgotos estourando dentro da Casa, salas adaptadas em antigos banheiros, descumprimento de normas de segurança no tocante à prevenção de incêndios (com recomendação dos órgãos fiscalizadores para solução do problema), nenhum tipo de acessibilidade e com a reivindicação de vários setores pela permanência do Legislativo no Centro Histórico, decidimos utilizar o recurso aplicado para investimentos em compra de imóvel, construção, reformas e modernização de praticamente todos os setores da Casa, e assim o fizemos.

Com pouco tempo, respeito ao dinheiro público e necessidades urgentes, buscamos soluções para garantir um ambiente digno de trabalho aos servidores, o pleno acesso do povo ao Parlamento, a preservação do comércio local e da história do Poder Legislativo na Praça dos Três Poderes.

Jamais critiquei ou olhei para gestões anteriores. Busquei honrar os compromissos atrasados sem qualquer tipo de crítica na imprensa ou na Tribuna. A Paraíba não merecia esse tipo de debate. Busquei superar os desafios com respeito e trabalho, mesmo em momento de crise e redução no orçamento.

Desejo fortemente que a Paraíba se una por debates maiores, pelo povo e por suas necessidades.

Sigo trabalhando pelo bem e pelo povo da Paraíba.

Respeitosamente,
Gervásio Maia

Please follow and like us:

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *