Vereador sobre denúncias do Isea “Não dá par ignorar o que vem ocorrendo na maternidade”

Em entrevista à Rádio Campina FM, o vereador da câmara municipal de Campina Grande, Anderson Maia (PSB) falou que falhas na gestão do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea) estão entre os principais responsáveis da atual situação da unidade hospitalar.

Segundo o membro da câmara, em alguns pronunciamentos de apoiadores do prefeito Romero Rodrigues (PSDB), a série de denúncias e apelos, inclusive em perfis de redes sociais, em consequência da superlotação do instituto, parece algo natural.

– Isso é algo que precisa ser externado, inclusive, não dá para ignorar – disse.

Além disso, Anderson Maia ressalta também que os problemas enfrentados atualmente na maternidade municipal vem desde anos anteriores.

– Eu trouxe para a tribuna, manchetes datadas de 2015, ou seja, isso é algo recorrente na maternidade, no ISEA. Então, em solidariedade às mães a gente fez um pronunciamento cobrando mais responsabilidade por parte da prefeitura, principalmente no que diz respeito a negligência – enfatizou.

Foto: Paraibaonline

O vereador também falou sobre o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que estipulou alguns prazos para alterações e melhorias na instituição, que segundo ele, não foram realizadas.

– Até dia 31 era o prazo do TAC para que na maternidade se adequasse e ela não se adequou. Fui lá conferir na íntegra, tem sim uma reforma, uma aplicação sendo implantada dentro do ISEA, mas já extrapolou esse prazo – destacou.

Por fim, o vereador diz que entende a superlotação e também parte dos argumentos apresentados pela gestão, porém, destaca que é necessário ter responsabilidade e pulso, essencialmente, para atender a população campinense.

– Basta pegar o exemplo do Trauma. O Trauma tem uma demanda muito superior ao ISEA, e a gente não vê caso de negligência como a gente tá vendo no ISEA – finalizou.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *