Gerente da Casa da Cidadania afirma que fator sanguineo deixou de ser exigido na emissão de RGs

 

Nossa reportagem conversou na manhã desta terça-feira com o Gerente Operacional da Casa da Cidadania de Campina Grande, José do Nascimento Coelho, empossado desde novembro do ano passado.

Segundo Coelho, as demandas daquele órgão continuam a todo vapor, com vinte boxes que disponibilizam diversos serviços, a exemplo de primeiras e segundas vias de documentos, Procon, Detran, Sine, enfim, chegando a mil atendimentos/dia. “Nosso maior objetivo, logicamente, é de melhorar esses atendimentos e proporcionar melhores condições à todos que nos procuram”, disse.

“Em 2018 a Casa passou por manuntenções em vários setores, desde o teto, passando pela parte hidráulica, até a pintura, faltando apenas o mobiliário,tudo isso, no sentido de dar um bom atendimento aos nossos usuários e também condições de trabalho aos nossos funcionários”, acrescentou.

Indagado sobre novidades que poderão vir a serem implementadas naquela Casa com a chegada de um novo gestor estadual, Coelho respondeu que ainda não teve oportunidade de conversar com a Secretária de Desenvolvimento Humano, Gilvaneide Nunes, “para que possamos discutir melhorias e algumas mudanças no próprio funcionamento da Casa, como também treinamentos para nosso pessoal”.

Sobre a procura por renovação e segundas vias de RG e demais documentos, a exemplo de CPF e Carteira Profissional, o gerente afirmou que essa é a maior procura, para isso o Governo do Estado disponibilizou em seu site, um portal de agendamentos que abre todas as segundas-feiras, a partir das nove horas da manhã. “O Estado tem 20 Casas da Cidadania em pleno funcionamento e aqui em Campina Grande, a demanda é maior pois atende todo o Compartimento da Borborema”.

“Nossa maior preocupação é com a agilidade no que se refere à emissão dessas carteiras, oito dias para primeira via e até quinze dias para segunda via, salientando que para a emissão da segunda via desses documentos não é mais exigido o fator sanguineo, contudo paga-se uma taxa, isso somente para pessoas abaixo de 60 anos, e aqui mesmo emitimos um boleto que deverá ser pago em lojas de pague fácil, Banco do Brasil ou Correios”, revelou.

Coelho concluiu a entrevista pedindo àquelas pessoas que solicitaram emissão de primeiras e segundas vias de RG e ainda não vieram retirá-las, que por favor dirijam-se até aquela Casa para que sejam portanto entregues aos seus donos.

A Casa da Cidadania funciona de segunda à sexta das oito às dezesseis e trinta.

Magali Souto Maior

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *