Suplente de Veneziano explica que desistiu de concorrer porque escolheu a família

O empresário João Teodoro (DEM), presidente licenciado do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci) que figurava como primeiro suplente do candidato Veneziano Vital do Rêgo (PSB) ao Senado, lançou uma nota para explicar o motivo pelo qual desistiu da disputa. Ele alegou motivação pessoal e disse que a decisão foi “muito difícil”.

“Tive de escolher entre a família e a política. Decidi ficar com a primeira”, explicou ele. Confira a íntegra da nota.

NOTA

Queridos amigos e amigas,

Lamento informar. Desisti de minha candidatura a primeiro suplente de Veneziano ao Senado. Tentei até o último instante permanecer na corrida. Deus sabe o quanto. Mas acabei vencido pelas circunstâncias.

Foi uma decisão muito difícil, por motivos absolutamente pessoais. Tive de escolher entre a família e a política. Decidi ficar com a primeira. Mas continuarei no Cofeci lutando por nossa categoria e pelo mercado imobiliário, inclusive junto ao Congresso Nacional.

Mas deixo aqui minha mensagem de amor pela Paraíba e toda a sua gente. Em especial por meus e minhas colegas Corretores(as) de Imóveis. Agradeço de todo o coração ao Democratas, meu partido, na pessoa de seu presidente, nosso eterno Senador Efraim Morais e ao seu filho, valoroso Deputado Federal Efraim Filho.

Afasto-me da política, mas não deixo a Paraíba. Aqui continuarei, como prometido, empreendendo, construindo, incorporando e gerando empregos, renda e bem-estar social. Deus está no comando!

João Teodoro da Silva

Setembro/2018

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *