Laboratório da UEPB está monitorando níveis de fósforo no açude de Boqueirão

O coordenador do Laboratório de Ecologia Aquática da Universidade Estadual da Paraíba, professor Ethan de Lucena, afirmou que os níveis de fósforo na água do açude Epitácio Pessoa (Boqueirão) estão sendo monitorados.

Conforme o professor, as águas da transposição do rio São Francisco e a decomposição de plantas aquáticas aportou uma quantidade significativa de fósforo na coluna d’água do manancial.

– A nossa questão é saber quanto tinha, quanto está sendo aportado e quais são as cargas totais no açude. Essas cargas de fósforo têm possibilitado, por exemplo, o ambiente favorável para alguns tipos de alga, como foi o caso recente de uma cianobactéria chamada dolichospermum, produtora de uma substância chamada geosmina, que mudou o odor e características da água de Boqueirão. Essa condição está se dissipando e esse fósforo está sendo consumido pelas algas, e nossa função é monitorar essas cargas de fósforo, pois elas são impulsionadoras desses eventos na qualidade da água – explicou.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *