Paraíba vacina 45,02% do público-alvo contra a gripe

 

A Paraíba vacinou cerca de 410 mil pessoas contra a gripe desde o início da 20ª Campanha Nacional de Vacinação Contra Gripe, no dia 23 de abril. Este número representa 45,02% do público-alvo, formado por aproximadamente 1.070.000 pessoas consideradas mais vulneráveis para complicações da gripe. A meta, neste ano, é vacinar 90% desse público (910.736 pessoas) até o dia 1º de junho, quando termina a campanha.

Até o momento, já foram distribuídas aos municípios 868.890 doses (80% da meta) e constam no sistema como doses aplicadas pouco mais de 410.000. A campanha não terá prorrogação.

“Reforço aos gestores municipais a recomendação de manter os postos abertos nos períodos da manhã e tarde para que a população tenha acesso à vacinação. E, ainda, pedimos que o sistema esteja sempre atualizado, para termos um controle preciso da imunização do público-alvo da campanha”, comunicou a gerente executiva de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde, Renata Nóbrega.

Os grupos prioritários definidos para a Campanha em 2018 são: indivíduos com 60 anos ou mais de idade; crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias); as gestantes e as puérperas (até 45 dias após o parto); os trabalhadores de saúde; os povos indígenas; os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; a população privada de liberdade; os funcionários do sistema prisional e os professores das escolas públicas e privadas.

A vacina protege dos três tipos do vírus que circulam no país: A (H1N1, H3n2) e B.

“A vacinação contra influenza é uma das medidas efetivas para a prevenção da influenza grave (Síndrome Respiratória Aguda Grave), com o objetivo de reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, na população-alvo para a vacinação”, explicou a chefe do Núcleo de Imunização da SES-PB, Isiane Queiroga.

Dados – Na Paraíba, entre os públicos-alvo, a população indígena registrou a maior cobertura vacinal (72,23%), seguido pelos trabalhadores de saúde (70,38%), puérperas (64,11%) e gestantes (55,40%).

Os grupos que menos se vacinaram são idosos (43,08%), professores (38,41%) e crianças (35,65%). Lembrando que cada um desses grupos precisa terminar a campanha com, pelo menos, 90% de cobertura vacinal.

Influenza – Infecção viral aguda do sistema respiratório, de elevada transmissibilidade e distribuição global. Um indivíduo pode contraí-la várias vezes ao longo da vida. Em geral, tem evolução autolimitada, podendo, contudo, apresentar-se de forma grave.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *