Diretor da FAP revela que PMCG não repassa verna de novo e prejudica funcionários do hospital

O diretor da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP), Helder Macedo, afirmou que são verídicas as informações que circulam nas redes sociais de que os funcionários da unidade hospitalar estão com os salários atrasados.

Ele explicou que os salários não foram pagos em decorrência do repasse de recursos do SUS, que não foi feito pela Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG).

– Estamos com problema de repasse por parte da Prefeitura. Eles estão nos devendo R$2 milhões e 200 mil, mais uma emenda parlamentar que foi depositada na conta da Secretaria Municipal de Saúde em dezembro de 2017. A pergunta é: onde está o dinheiro da FAP? Quem pode responder isso é o prefeito Romero e a secretária Luzia Pinto. Atrasamos o pagamento e não temos previsão de quando vamos receber o repasse do SUS. Eu queria saber qual é a alegação que o prefeito e a secretária Luzia vão trazer para a população de Campina Grande, porque estão praticando um verdadeiro genocídio em Campina e limitando acesso dos pacientes ao SUS – disse.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *