Servidores municipais da Saúde podem deflagrar greve em Campina a partir de quarta

Os servidores da saúde de Campina Grande podem entrar em greve por tempo indeterminado a partir da próxima quarta-feira, 02 de maio. A categoria ocupou a Secretaria de Saúde na manhã da última quinta, 26, sob a coordenação do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e da Borborema (Sintab), em mais uma paralisação de advertência com ato público, seguindo calendário definido na assembleia do dia 17.

Houve presença em massa de servidores e durante a manifestação foi servido um café da manhã.

Uma comissão formada por representantes de todas as áreas da saúde, além do vice-presidente do sindicato, Giovanni Freire e do coordenador de Comunicação, Napoleão Maracajá, esteve reunida com a diretora da Atenção Básica, Edna Guedes, que se comprometeu em apresentar, por meio da Procuradoria do Município, um documento até o final do dia desta sexta-feira, 27, com encaminhamentos para todas as reivindicações da categoria.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Conforme explicou Giovanni, este documento será apresentado na próxima assembleia, que acontece no dia 02 na AAAB, a partir das 9h. Com base na análise das respostas, os trabalhadores decidirão se param ou não por tempo indeterminado.

“No documento constará toda a pauta, um dos pontos já foi adiantado. Segundo Edna o pagamento referente ao PAMAQ-AB será efetuado no dia 20 de maio”, detalhou.

O diretor de Comunicação avaliou o movimento como extremamente positivo.

“Foi de fato muito bom. Esta força precisa ser mantida até que a pauta seja atendida. A reunião com a diretora foi produtiva. Observamos nela boa vontade em consertar o que está errado, já que nós participamos de muitas reuniões vazias, uma vez que não houve resolutividade. Ela se comprometeu em responder inclusive de forma documentada e a partir daí decidiremos na assembleia”, ponderou Napoleão.

Relembre a pauta completa:

Reajuste salarial de todas as categorias, respeitando-se a data base;

Pagamento do benefício referente ao Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) e da Gratificação por Incentivo ao Trabalho (GIT);

Efetivação dos Planos de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) tanto para Agentes de Combates às Endemias (ACE) e Agentes Comunitários de Saúde (ACS), como para os demais profissionais da saúde;

Melhorias das condições de trabalho, que estão precárias em todos os setores da saúde.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *