Paraibanos são beneficiados com Programa Alimentação Saudável na Indústria

A saúde e qualidade de vida do trabalhador podem refletir diretamente na sustentabilidade da empresa. Colaboradores mais saudáveis e com qualidade de vida resultam em redução dos custos com problemas de saúde. É com este foco que o SESI desenvolve o Programa Alimentação Saudável na Indústria.

Na Paraíba, cerca de mil trabalhadores da indústria e seus dependentes já foram beneficiados por meio do Programa Alimentação Saudável na Indústria. O programa foi lançado em 2013 e já contemplou no Estado empresas como a São Braz, em João Pessoa, Energisa em João Pessoa, Campina Grande, Patos e Sousa, Usina Biosev, em Pedras de Fogo e várias outras empresas do segmento industrial.

O Programa SESI Alimentação Saudável na Indústria prevê ações educativas que influenciem os trabalhadores da indústria a terem hábitos alimentares mais saudáveis, além de tratamento nutricional para os casos de risco de adoecimento ou de doenças já instaladas, principalmente, obesidade, diabetes, pressão e colesterol altos. “Por acompanharmos o dia-a-dia nas empresas percebemos que este programa tem ajudado muitas pessoas, principalmente no que se refere à orientação nutricional, focada em prevenir e tratar crônicas, tanto nos trabalhadores quanto em seus familiares” revelou a nutricionista responsável pelo programa na Paraíba, Rivane Gláucia de Sousa.

O programa oferece intervenções em diferentes níveis de complexidade, de acordo com as necessidades de cada indústria. Para despertar nos trabalhadores o interesse por uma alimentação saudável e equilibrada, o programa oferece dois tipos de ações educativas: a primeira são as Pontuais que incluem atividades com abordagem rápida, de fácil aplicação, mais baratas e que preveem interação do funcionário. Exemplos: kit palestras, material educativo e encontros coletivos com nutricionistas e, a segunda são as ações vivenciais: atividades com abordagem processual, com maior tempo de intervenção e com participação mais efetiva do trabalhador.

Segundo o “Perfil Epidemiológico de Fatores de Risco para Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT’s) em Trabalhadores da Indústria”, do SESI, metade dos empregados está acima do peso ideal e 26,3% sofrem de hipertensão. Diante desse cenário, o investimento na melhoria da qualidade de vida dos funcionários se torna cada vez mais necessário para o aumento da competitividade das empresas.

Informações complementares, na Paraíba, sobre o Programa Alimentação Saudável na Indústria podem ser obtidas pelo fone (83) 2101-5390.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *