Wesley Safadão faz apelo a políticos e diz que ‘não pode fazer show, mas pode comício’

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O cantor Wesley Safadão, 32, fez um apelo aos políticos do país, na noite deste sábado (24), e pediu o retorno das apresentações artísticas. “A gente precisa sentir essa energia novamente”, afirmou ele se referindo ao pequeno público de 300 pessoas que ele foi autorizado a receber na live “Garota Vip”, realizado em Recife.

“O meu apelo aos governadores, aos prefeitos de todas as cidades: Olhem um pouco para o entretenimento. Não pode fazer show, mas pode fazer comício. Não pode fazer show, mas praia está lotada. Não pode fazer show, mas voo comercial está lotado. Não pode fazer show, mas os cabarés estão funcionando. Olhem para o entretenimento!”.

O cantor ainda continuou: “Pelo o amor de Deus, a gente precisa voltar a trabalhar. A gente precisa sentir essa energia novamente. Perguntem ao povo, se o povo quer show ou se não quer também”, concluiu ele, que fez uma apresentação de mais de cinco horas entre a noite de sábado e a madrugada deste domingo (25).

Essa foi a primeira live solo de Safadão desde abril. “Infelizmente esse ano todos os nossos planos precisaram ser adiados, mas eu não poderia de maneira nenhuma deixar 2020 passar sem o Garota VIP”, afirmou o cantor, que também cancelou a terceira edição do WS On Board. O evento deve ocorrer no primeiro semestre de 2021.

O cantor chegou a contrair o novo coronavírus em agosto e afirmou que passou bem pela doença: “Essa notícia pegou a mim e a todos de surpresa, até porque estou me sentindo super bem”, comentou na ocasião. “Ontem eu fiz o exame, tinha programa do Faustão e amanhã tinha a nossa live. Fiz o teste e eu testei positivo para Covid-19.”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *