Servidores da PMCG denunciam descaso e se preparam para Greve Geral

Em assembleia geral realizada na manhã desta quarta-feira, 26, na AABB, vários problemas das categorias de servidores de Campina Grande foram discutidos e também houve a organização para a Greve Geral da próxima sexta-feira, contra a reforma da previdência.

No primeiro momento foram abordados os problemas comum a todos os servidores, como o atraso do vale transporte, que vem ocorrendo desde o início da atual gestão municipal, todo mês há o desconto no contracheque do trabalhador e não há a recarga dos cartões, o que descumpre o estatuto do servidor que determina que o pagamento do vale transporte deve ocorrer no ato do pagamento dos salários. Ainda sobre os servidores em geral, foi iniciada a formação da comissão para reformulação do Plano de Cargos Geral e reformulação do Estatuto do Servidor, que está desatualizado pois foi elaborado do ano de 1954.

Em ralação ao magistério, o presidente Nazito Pereira falou sobre os processos judiciais que o Sintab move contra a prefeitura, ele informou que a ação sobre o retroativo referente ao reajuste de 4 meses de 2016 aguarda somente um parecer do juiz, já que a prefeitura não apresentou defesa. Já sobre a ação do FUNDEF, está ainda aguardando o parecer de um juiz, pois segundo o departamento jurídico do sindicato, não houve movimentação do processo. Nazito disse ainda que “para conseguirmos os nossos direitos está mais do que provado que precisamos ir as ruas, não dá mais pra ficarmos de braços cruzados, é preciso mostrar que estamos insatisfeitos.” finalizou o presidente.

Porém, os problemas mais graves foram detectados na área da saúde, como por exemplo o atraso constante da GIT (Gratificação de Incentivo ao Trabalho), PCCR parado e desatualizado, os ACS e ACE reclamam sobre a falta de EPI’s, material de expediente, há relatos de falta de remédios e leitos no ISEA, postos de saúde também encontram-se com falta de medicamentos básicos há três meses. Para completar o total descaso com servidores e usuários, a secretaria de saúde informou aos servidores que irá cortar o ponto dos que participarem da Greve Geral na próxima sexta-feira, atitude que o SINTAB classifica como assédio moral e tomará providências.

Por fim, o diretor de comunicação do sindicato, Napoleão Maracajá falou sobre a importância da participação de todos na Greve Geral, da próxima sexta-feira, dia 28 de Abril, contra a reforma da previdência. Napoleão afirmou que a reforma trabalhista e a reforma da previdência é um desmonte do estado brasileiro e da constituição de 1988, se existe um problema não foi criado pelos trabalhadores, o problema está porque o estado brasileiro é incapaz de cobrar dos grandes, e que a idade mínima de 65 anos é criminosa, aprovar uma lei que esta é idade mínima é dizer a uma parte do povo brasileiro que eles não irão se aposentar. Continuou dizendo ainda que O dia 28 é de grande importância, pois direta ou indiretamente estas reformas atingem todos, especialmente da classe média pra baixo, que serão os mais penalizados, é uma greve do povo brasileiro e por isso convocou todos para na próxima sexta-feira se fazerem presentes a partir das 8:00H, na AABB, para depois sair em caminhada nas ruas centrais da cidade protestando contra a retirada de direitos.

]]>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *