Santa Rita é a cidade mais violenta da Paraíba e a 22ª do país, diz levantamento

Confira aqui a pesquisa. De acordo com a pesquisa, a cidade paraibana atingiu uma taxa em 2015 de 74,1 homicídios para cada 100 mil habitantes. A cidade mais violenta do país é Altamira (PA), que fica a 816 km da capital Belém, e que acumula uma soma de 107. Paraíba é o 10º estado mais violento A Paraíba também apareceu no ranking produzido pelo Ipea em uma zona incômoda. Das 27 unidades federativas do país, o estado ocupa a 10º posição com 1.522 homicídios e uma taxa de 38,3 para cada 100 mil habitantes. Desde 2011, no entanto, a taxa vem diminuindo na Paraíba. Na comparação com o levantamento da violência entre 2014 e 2015, a baixa na taxa de homicídios foi de 2,6%. Já na análise em um universo de dez anos, de 2005 até 2015, o aumento nas mortes causadas por assassinatos é de 89,4 %. Na pesquisa, quatro cidades paraibanas foram analisadas, já que são as únicas do estado que possuem uma população acima de 100 mil habitantes, critério utilizado pelo Ipea para a produção do levantamento. Depois de Santa Rita, aparecem no ranking das mais violentas da Paraíba as cidades de João Pessoa com 476 homicídios e uma taxa de 60,1; Patos, com 60 assassinatos e uma taxa de 56,4; enquanto Campina Grande fecha o ranking estadual com 169 mortes e uma taxa de 41,7. Mortes por intervenção policial Quando se fala de violência policial, a Paraíba aparece como um dos estados em que a polícia menos mata. Isso porque na pesquisa do Ipea, com os dados relacionado a 2015, o estado está na 21ª colocação entre as unidades federativas que mais registraram mortes decorrentes de intervenção policial. Foram 15 homicídios em 2015, oito a menos do que o registrado em 2014, quando 23 mortes foram atribuídas à polícia. Homicídios de negros e de mulheres Quando se trata das minorias, a Paraíba é um dos estados mais violentos para quem é negro e quem é mulher. O estado é o sexto colocado no ranking de homicídios contra negros no Brasil, com uma taxa de 52,3. Para se ter uma ideia, a taxa de assassinatos de indivíduos não negros é de 6,1 na Paraíba. Na análise relacionada à violência contra a mulher, a Paraíba está na 11ª colocação. Em 2015, a taxa de homicídios foi de 5,3. A quantidade aumenta quando se observa os crimes com mulheres negras. Neste sentindo, o indicador chega a 6,6. A Secretaria de Segurança foi procurada pelo Portal Correio para comentar os resultados do Ipea, mas os telefones do secretário Cláudio Lima, do adjunto Jean Nunes e até mesmo os da assessoria de comunicação não atenderam os chamados.]]>