Prefeitura de Campina não trata da infecção em UPA e Pedro I e pacientes são transferidos para o Trauma

Foto: Paraibaonline – Nas últimas 24h o Hospital de Trauma ficou completamente assoberbado em função de que na ala vermelha da UPA e UTI do Pedro I foram detectados a bactéria KPC, que pode acontecer em qualquer unidade de saúde. A gestão tomou medidas técnicas errôneas em relação ao procedimento de desinfecção. A conduta de fechar a unidade é errada, é preciso fazer apenas uma desinfecção terminal e na mesma hora pode estar aberta para o retorno das atividades – relatou. O médico também informou que a UPA não estaria mais atendendo pacientes oriundos de outros municípios e que estes são encaminhados diretamente ao Trauma, o qual é destinado apenas para alta complexidade. – Isso não é polêmica política, mas uma discussão técnica. É realidade de que a rede municipal de saúde não tem resolutividade, principalmente nos finais de semana e à noite, onde apenas o Trauma fica direcionado para toda população, inclusive a rede privada da cidade – concluiu.]]>