Liberada em todas as bandeiras, construção civil será propulsora da retomada econômica, diz João Azevêdo

A construção civil será a principal responsável pela retomada econômica, com geração de emprego e renda na Paraíba, de acordo com o governador do Estado, João Azevêdo. Ele anunciou, na manhã desta segunda-feira (6), a retomada de 203 obras com a assinatura de 32 ordens de serviço para início imediato.

O governador destacou que as atividades do setor estão autorizadas em qualquer bandeira de classificação de risco para covid-19, assim como agricultura familiar, agronegócio e indústria. ”Vamos focar os investimentos nessas atividades”, afirmou, acrescentando que todos os cuidados serão tomados para evitar a disseminação do vírus. ”Brevemente a economia começará a dar respostas”.

João Azevêdo ressaltou que, além de gerar emprego e renda, a construção civil ainda deixa um legado para a sociedade, que é a obra em si. Ele usou como exemplo a unidade 2 da Maternidade Frei Damião, em João Pessoa, e o Hospital das Clínicas de Campina Grande. ”Nós precisamos desses hospitais agora, para combater a covid-19, mas quando a pandemia acabar esses hospitais ficarão para a população”, disse.

Estão previstas as construções de estradas, praças, hospitais, ginásios, unidades residenciais, entre outros. Destacam-se a obra do Aeroporto de Patos, o Centro de Convenções de Campina Grande e a terceira etapa do Parque Parahyba, em João Pessoa.

O secretário de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente, Deusdete Queiroga, que participou da apresentação das obras, frisou ainda que a construção civil gera empregos em grande volume e garante vagas inclusive para profissionais menos especializados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *