Governador afirma que não se arrepende de visita a Lula e manda recado duro

Coutinho disse que não se arrepende e que foi sim, até o ex-presidente, sem se despir do cargo de governador. “Eu fui e disse que fui como governador de Estado que tem uma postura política. Ninguém me coloca em constrangimento por isso. Não é por causa de R$ 1.100 que eu poderia pagar. Não se pode passar uma ideia equivocada do que há. Quem está tentando me colocar em processo por denunciação caluniosa será é processado por mim. Estou esperando meu tempo, como diz em Eclesiastes, há tempo para tudo”, avisou. Ao ser questionado sobre uma eventual necessidade de foro privilegiado, Ricardo disse que não responde a processos e não teme a justiça, que é a quem pode recorrer para rebater as difamações propagadas por seus adversários. “Eu não respondo a processos. Por que eu vou temer isso? A única coisa que a oposição faz é tentar me caluniar do ponto de vista pessoal. Eu sou vítima de calúnias, injúrias e difamação e só posso recorrer à Justiça. Não tenho mais a quem recorrer. Mas, ao mesmo tempo é uma vitória moral minha porque eu governo há oito anos e ninguém pode dizer que há desmando financeiro. Não há qualquer denúncia sobre isso. O que fizeram foi uma bobagem: uma grande mídia que sinceramente deveria ter vergonha de pautar uma viagem minha ao presidente Lula em Curitiba”, arrematou.  ]]>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *