Colunista afirma que rompimento entre bolsonaristas e Romero é só questão de tempo e pergunta quem vai ser o candidato de Bolsonaro na PB

É só uma questão de tempo para as lideranças de oposição da Paraíba mais alinhadas com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) romperem com o pré-candidato ao Governo do Estado Romero Rodrigues (PSD). A questão que fica é: quem vai ser o verdadeiro candidato de Bolsonaro na Paraíba?

Desde que as pesquisas mostraram uma rejeição forte dos paraibanos ao presidente, Romero Rodrigues tem adotado uma postura de distanciamento do presidente e admitindo diálogo com outras frentes político/ideológicas, inclusive com o ex-presidente e pré-candidato ao Palácio do Planalto, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Esse fato, por si só, já gerou incômodo e declarações de reprovação de nomes como Nilvan Ferreira, presidente do PTB da Paraíba; Wallber Virgolino, presidente do Patriota na Paraíba e Cabo Gilberto, líder da oposição na Assembleia Legislativa.

Nesta terça-feira (7), Dia da Independência, enquanto todos esses nomes estavam nas manifestações em apoio a Bolsonaro, Romero viajou para Petrolina para supostamente comemorar o aniversário de uma sobrinha. A justificativa não colou bem no núcleo duro dos bolsonaristas paraibanos.

Uma dessas lideranças relatou ao blog, em off, que acha que é só uma questão de tempo o rompimento. Ao que tudo indica, mais um nome vai entrar no páreo nos próximos dias. Com a oposição fragmentada, quem comemora é o governador João Azevêdo, que tem o dobro das intenções de votos em comparação a Romero.

Feliphe Rojas

PB Agora