Botafogo da PB é campeão em cima do Treze

Segundo tempo Precisando fazer pelo menos dois gols, o Treze conseguiu ficar em vantagem numérica logo no início da segunda etapa. Aos 7 minutos Val fez falta em Patrick Mota, recebeu o segundo amarelo e foi para o chuveiro mais cedo. A primeira boa jogada veio aos 12 minutos, quando o Galo veio pela esquerda com Jefferson Sandes. Ele fez boa jogada com Dico, saiu na cara de Michel Alves e chutou, mas com o pé o arqueiro botafoguense fez uma defesa espetacular e evitou o segundo gol alvinegro. O Treze não conseguia exercer a pressão que deveria e ia ficando nervoso em campo, errando muitos passes e sem conseguir criar chances de gol, enquanto o Botafogo-PB se fechava, administrando a vantagem. As dimensões do gramado do Almeidão ficaram ainda maiores para as duas equipes aos 30 minutos, quando o zagueiro Fernando Lopes, do Treze, e o atacante Rafael Oliveira, do Botafogo-PB, se desentenderam e o árbitro Renan Roberto deu cartão vermelho para os dois. No finzinho do jogo o Galo tentava pressionar, sempre em bolas paradas. Nos acréscimos, aos 48, Marcelinho Paraíba cobrou falta da intermediária, Michel Alves fez grande defesa, e no rebote, Roger Gaúcho, na pequena área, chutou, mas o camisa 1 do Belo salvou de novo, ignorando o impedimento marcado pelo auxiliar Oberto Santos. Aos 50, Renan Roberto apitou o final do jogo, e o Botafogo-PB conquistou o 29º título paraibano de sua história. Ficha técnica Botafogo-PB x Treze (agregado Campeonato Paraibano 2017 (segundo jogo da final) Estádio: Almeidão (João Pessoa) Arbitragem: Renan Roberto; Oberto Santos e José Maria Neto Gols: Rafael Oliveira (B); Dico (T) Cartões amarelos: Val, Jadson, Plínio (B); Jefferson Sandes, Rael, Jean Carlo, Patrick Mota (T) Cartão vermelho: Val, Rafael Oliveira(B); Fernando Lopes (T) Botafogo-PB: Michel Alves, Lito, Bruno Maia, Jadson (Fernandes); Djavan, Sapé,Val, Marcinho (André Santos); Fernandinho (Wanderson), Rafael Oliveira. Técnico: Itamar Schulle. Treze: Diego, Ferreira, Fernando Lopes, Ítalo, Jefferson Sandes; Robson (Jean Carlo), Dedé (Roger Gaúcho), Patrick Mota, Marcelinho Paraíba; Dico, Edinho (Rael). Técnico: Celso Teixeira.  

]]>